quinta-feira, 22 de abril de 2010

SAUDADE DE AMAR


Saudade
Daquele romance que a gente viveu.
Saudade do instante, em que eu te encontrei.
Saudade, do imenso desejo que a gente perdeu.
Eu tenho é muita saudade,
Do tempo que amei
Saudade, da força que tinha o meus olhos nos teus
Eu vivo a mercê das lembranças,
Depois desse adeus.
A gente não deve,
Sofrer por amor tanto assim.
Porem, todo amor mesmo breve,
Eu guardo bem dentro de mim.
Saudade, de cada momento que eu lembro de cor.
Só sabe de amor e de saudade,
Quem já ficou só.
.
Saudade, eu tenho saudade.
Mas não de contigo voltar.
Eu vivo sentindo saudade,
De amar
.
Dori Caymmi e Paulo César Pinheiro
Photobucket

3 comentários:

Silvia disse...

E eu também sinto saudades!
Beijinhos.
Lindo poema.

Evelyn Oliveira disse...

Olá,
Passando pra agradecer a enorme força que todas da blogsfera me deram nesse momento difícil, obrigada de coração.
Só avisando que estou voltando aos poucos, então conto com a sua ajudinha visitando e dando sugestõe para o Cupcake funcionar, ok?
; )
Bjo grande!

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Sil,

Adorei, perfeito o "saudade de amar"...

Beijos,