terça-feira, 29 de janeiro de 2008

DESPERTA-ME DE NOITE

Photobucket
Desperta-me de noite
o teu desejo
na vaga dos teus dedos
com que vergas
o sono em que me deito
.
É rede a tua língua
em sua teia
é vício as palavras
com que falas
.
A trégua
a entrega
o disfarce
.
E lembras os meus ombros
docemente
na dobra do lençol que desfazes
.
Desperta-me de noite
com o teu corpo
tiras-me do sono
onde resvalo
.
E eu pouco a pouco
vou repelindo a noite
e tu dentro de mim
vai descobrindo vales.
.
Maria Tereza Horta
Photobucket

2 comentários:

Oliver Pickwick disse...

O que mais posso acrescentar, querida Sil? a poesia é linda e docemente sensual. É ler e caminhar nas nuvens!
Beijos!

efeneto disse...

Cada pequeno Olá, cada pequeno sorriso, cada pequena ajuda é capaz de salvar um coração magoado. Há um milagre chamado Amizade. Você não sabe como ela aconteceu ou quando começou, mas você sabe a alegria que ela traz e percebe que a Amizade é um dos dons mais preciosos que Deus nos concedeu.
Amigos são jóias preciosas, realmente. Eles fazem-nos sorrir e encorajam-nos para o sucesso. Eles estão sempre ali para nos ouvir, para nos elogiar, e estão sempre de corações abertos para nos receber. Neste dia particular para mim, onde comemoro um ano de publicações venha-se associar á festa. Á sua festa…á nossa festa…para o ano cá estaremos mais velhos é certo mas de certeza mais ricos de amizade, de solidariedade e amor com o próximo. Aproveito para lhe desejar um óptimo fim-de-semana na companhia de quem mais desejar. Se o passar sozinho não se esqueça de olhar para o lado. Os amigos estão lá, é só procura-los.
efeneto.