sexta-feira, 31 de julho de 2009

EU MINTO...

eu minto, confesso
me faço de boba, verdade
escondo a idade, me calo,
me sinto tão mal, um inferno
represento um papel, principal
sou mesmo uma atriz, infeliz
quem diz que eu não quero, eu consigo
viver por um triz, enlouqueço
te esqueço e te mato, te amo
atrás de um muro, qualquer
outro dia amanheço, de novo
e falo bobagens, pudera
não sou tão sensata, avisei
sem nada de mais, me despeço
.
Martha Medeiros


Photobucket

6 comentários:

daufen bach. disse...

Olá Sil,

aqui passeando na net, visitando bloguers, te encontrei. Gostei da selação de poemas...sensualidade edescrita de uma maneira gostosa de ler, muito sutil.
Parabéns. Belo espaço esse teu.

Abraço a ti.

daufen bach.

Sylvia disse...

E assim e o amor... Ay, ay, ay. Um amor atabalhoado de adolescente como deve ser todo o amor. E ha uma verdade nessa dissimulacao, nesse disfarce.
Gostei muito desse poema.

Caio Fernandes disse...

eu vi o texto do seu perfil e achei prefeito , sinsero , depois eu vi a foto e disse : oh , eu tenho que ver esse blog agora !!!hahah!!!
seu blog e maravilhoso . tudo nele . poemas e imagens .
a proposito . eu minto tambem , mas agora estou sendo sinsero .
beijos . Caio .

Rafhitch disse...

Adorei o seu blog. Textos maravilhosos.

E este então nem se fala.

Abração!

Fugindo da Crise disse...

palavras intensas...
pode ter certeza!!!

adenilson disse...

admirável seu blog
gostei mesmo
parabens viu
textos
imagens..
o/

primeira vez aki e espero retornar mais vezes

*-*


boa semanaa.
abraço
e feliz dia da fita mini DV

www.bocadekabide.blogspot.com